Portas Corta-Fogo em Hospitais: o que é necessário?

As portas corta-fogo são imprescindíveis para locais com fluxo alto de pessoas, como os hospitais. Para isso, é preciso contar com portas corta-fogo para hospitais de qualidade e seguras, com certificações garantidas por lei. 

A porta corta-fogo é um item de segurança muito importante. Muitas vezes, as pessoas não se são conta da importância deste item no dia-a-dia, mas ele é fundamental para casos como incêndios.
Para se ter uma ideia, em São Paulo, há uma média de 60 incêncios em hospitais por ano, segundo a diretora de projetos da C+A Arquitetura e Interiores, Ana Paula Naffah Perez.

Por que ter Portas Corta-Fogo em Hospitais?

Os hospitais necessitam da implementação de medidas de segurança para a proteção tanto do patrimônio, quanto dos funcionários, pacientes e comunidade no local. Por isso, a importância das portas corta-fogo em hospitais.
É preciso que estes estabelecimentos possuam sinalizações para áreas de fuga, assim como portas corta-fogo que facilitem a evacuação das pessoas com segurança.
Os hospitais possuem normas de segurança a serem seguidas por lei, que são estipuladas pelo Corpo de Bombeiros. Em hospitais, é necessário se atentar a diversos pontos que são de fundamental importância para a segurança: compartimentação, tipos de escada, áreas de fuga e proteção estrutural.
A Metalika, ciente destas normas, oferece portas corta-fogo 100% seguras e com as certificações necessárias para hospitais e todos os demais setores.
As portas corta-fogo da Metalika contém as chamas e o calor em caso de incêncio e, com isso, oferecem caminho seguro para a fuga de toda a comunidade no local.

Aplicação de Portas Corta-Fogo em Hospitais
A Metalika oferece portas corta-fogo P60, P90 e P120 para os hospitais de acordo com a Norma ABNT NBR 11742. Outro ponto que é exigido e que a Metalika proporciona é a instalação com 3 dobradiças, além de fechadura de sobrepor com trinco. As barras antipânico são itens previstos para locais com grande circulação de pessoas.
É imprescindível que as portas corta-fogo nunca sejam trancadas, pois em caso de incêndio será um sério problema.

Manutenção de Portas Corta-Fogo em Hospitais
As portas corta-fogo precisam de manutenção a cada seis meses para que seja garantido o seu funcionamento. É preciso checar a condição da folha da porta, além da lubrificação das dobradiças e fechaduras com graxa.
Por isso, é muito importante fazer a manutenção de portas corta-fogo em hospitais, que é um lugar onde todos nós sabemos que a segurança é muito valiosa.
Seguindo todos estes pontos mencionados acima, e utilizando portas corta-fogo certificadas, é possível ter um ambiente seguro em hospitais.